quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Hora de melodia

Hora de Melodia.

André Francisco Gil
25/02/14.

Não estou com ninguém &
   nem sou
                    de ninguém.
Pensamentos?Me acostumei!
Sem volta eu não consigo
 se eu só sei estar contigo.
    A depressão dói amigo.
     Solidão não desejo
       nem pro pior inimigo.
Alma educada para encontros.
A dor é uma louca
          no meio dos escombros.
Somente sinto e digo
       não minto
com você não corro
                        perigo.
Depressão eu acho que é assim:
-uma pessoa e um abismo
             fica ou salta para o fim
mais cruel a indecisão do destino.
Vazio de sentimento
um meio de viver
no vale do
    descontentamento.
Quem não está preso
tem um caminho para seguir.
Triste,sinto-me triste,sozinho.
Toda uma multidão por perto
e  ninguém dentro do peito.
Solto-me para ir ao encontro
              de alguém.
Dentro do que não entendo
           eu me persigo.
No ritmo do grito:
eco por todo espaço infinito.
Lágrimas de felicidade.
Horas de melodia.
Carente é viver no escuro
é viver em cima do muro.
Se tudo bate quero tomar um rumo
na direção do futuro.
Rolam pensamentos e sentidos.
Felicidade estava presa na garganta.
O silêncio era tanto que nem podia cantar.