sábado, 8 de março de 2014

Heroína.

André Francisco Gil.
08/03/14.

É,detonei.E nem liguei para a destruição.Na liga das mulheres eu não fui muito paciente.Gastei minha paciência com outros passageiros interplanetários.

Não vi o dia raiar.Tá é foda ser muito requisitada.Eu só sou uma dona que tem isso como um hobby:salvar pessoas.

Vivo errando.Pena esse todo que eu achei sabiamente cortado como fatias de bolo ser só dessa mulher histórica.

Aqui no além as frases são de oferecimento.Marido é uma coisa de que eu não me lembro.Trabalho puxado como guardiã do tempo.

Admito dá um baita de um cansaço.Sigo o dia todo salvando o planeta de seus vilões.
Só queria lembrar que eu também sou mulher.

Não me amarro nessa sua bagunça.Limpeza é pesado.Você sabe mas não me ajuda.
Também eu facilito,quando eu saio deixo tudo arrumado,limpo,perfumado,bonito.
Quando eu volto está tudo fora do lugar.

Cara no Dia Internacional da Mulher vale a pensa ser homenageada pois somos fortes.
Gente desde menina eu trabalho.Sério minha mãe me ensinou.Ainda sobra tempo de vestir a fantasia e encarar a dupla identidade de heroína.