domingo, 2 de março de 2014

Valorizando a vida.

Valorizando a vida.

André Francisco Gil.
02/03/14.

Não sei dos nós duráveis e nem o tamanho da sua flexibilidade.
Só sei que volta durável em nós o saber.
Um êxito em ser qualquer ou alguma coisa que seja.
Algo de que realmente valha a pena.
Só pontes de afeto são responsáveis pela união.
Quem tem amor tem carinho.
Quando se ama o viver é indestrutível
                                          é inesquecível.
Quantas vozes,quantas vidas
quantas canções bonitas surgidas
ecoando canções e recordações.
Adiante-se a base propriamente é a vida.
Silenciosamente a reerguida.
Em tudo se valoriza coisas e esquece de se valorizar o ser.
Não dependo da solidão mesmo ela sendo hóspede de minha casa.
Nossa existência é construir um nome e fazer aquilo que sonhamos.
É só a minha simplicidade.É só uma chamado.
Isto é liberdade,felicidade no amor.
Amor humano levanta e não derruba,dá força no momento de fraqueza.
Dá firmeza num momento de tontura.
Quem conhece o amor sabe bem do ele é capaz.
Um chamado além de nossa compreensão.
Uma pomba branca da paz.
Só com persistência se realiza os sonhos.
Quem vive só em casa (em sua jaula) desiste fácil e não corre atrás.
Cortaram suas asas?
A coisa é tentação quando é objeto.(Todo mundo deseja).
Não existe meio-tempo nem meia-vida.
O tempo é inteiramente intenso.
A vida é inteiramente bonita.
Enquanto desatamos os nós aguardamos o fim sem preocupação.
“A vida é curta,mas as emoções que podemos deixar duram uma eternidade”.